A dificil ARTE de ser MULHER

Ser mulher não é difícil. É uma arte. E como todas as artes precisamos ter jeito paa ela. Há quem não tenha jeito para ser mulher. Há quem goste imenso de ser mulher mas não tenha jeito para o ser. Há quem pense assim. Mas, ser mulher está nos na alma, na pele, no ar que respiramos. Mas por vezes isso não é suficiente para nos sentirmos uma delas. Uma mulher tem gosto em vestir-se de forma elegante, sexy. Uma mulher tem gosto em maquilhar-se, cuidar da pele do rosto, das mãos, do corpo. Uma mulher tem fama de ter o sexto sentido e ser uma super mulher. Mas bolas que isto é muito difícil ser mulher!!! Porque esperam que sejamos isso tudo e ainda mães, esposas, amigas e profissionais? E afinal não somos super mulheres? Como podemos ser super mulheres se por vezes nem simples mulheres nos sentimos? Se às vezes mais parecemos um farrapo ou a gata borralheira do seculo XXI? Com a vida que levamos entre casa, trabalho, filhos, marido, amigos, temos de arranjar um tempo para nós. Se é possível? TEM de ser possível. Nós somos mulheres! Podemos não ter muito jeito para o ser e mesmo isso. Será que não temos jeito? Ou será a vida que levamos que nos faz não termos tempo para nos dedicarmos a essa arte? Ser mulher dá trabalho. Se dá! Mas é o que somos e conseguimos ser, melhor ou pior. Não somos se calhar as mulheres que gostaríamos de ser, sempre giras, elegantes e bem dispostas. As vezes somos umas mulheres de olheiras, vestidas de gata borralheira mas ainda assim, temos de ter orgulho no que somos. Levantarmo-nos de manhã, resmungarmos o que for preciso, lavarmos a cara, mascararmo-nos um pouco sim, colocarmos um perfume e um sorriso na cara mesmo que amarelecido pela noite mal dormida. Se acreditarmos no poder que temos de sermos mulheres, nós vamos conseguir sê-lo. Brilhantemente! Ser mulher exige um esforço mental todos os dias. Eu consigo. Eu consigo. Eu consigo ser: EU!