A importância da limpeza de rosto

89Nos cuidados de rosto, um dos passos extremamente importantes e básicos para uma pele saudável e bonita é a limpeza!
Uma limpeza meticulosa da superfície cutânea é uma condição essencial para manter uma pele saudável. Caso esta operação de limpeza não se verifique pode contribuir para o desenvolvimento de infecções e lesões cutâneas de várias ordens.

E porque é tão importante a limpeza de pele?

Ao longo do nosso dia a dia estamos expostas a várias agressões, como a poluição, o sol, o frio, as nossas secreções sebáceas (a nossa oleosidade: sebo), entre outras coisas.  A limpeza do rosto é importante para eliminar  todas as impurezas com que a nossa pele contacta durante todo o dia!

Os produtos de limpeza têm portanto como função:

  • Eliminação da sujidade externa ( esta sujidade desenvolve-se pelo contacto com a poluição atmosférica e poeiras; os produtos de maquilhagem e as bactérias que se acumulam ao longo do dia)
  • Eliminação dos excessos das secreções glandulares ( são estas glândulas as responsáveis pela libertação do sebo e do suor)
  • Eliminação conveniente das células mortas descamadas
Concluindo:
Qualquer aplicação cosmética efectuada sem uma prévia limpeza, não irá resultar!   

A falta de limpeza pode implicar uma proliferação de microorganismos e a acumulação das células mortas, contudo um excesso de limpeza não permite a renovação da flora cutânea, ou seja altera as suas características normais.

Os produtos de limpeza devem indicar na sua embalagem qual o tipo de pele a que se destinam. Tendo em conta as funções principais de um agente de limpeza (acto de remover), a aplicação de cosméticos de limpeza vão ter como objectivo:

  • limpar sem agredir (retirar apenas o excesso, para evitar o desengorduramento em demasia que pode desencadear o efeito reboot;

Nota: O efeito reboot consiste num efeito oposto daquilo que desejamos, ou seja, a gordura ao ser retirada em demasia vai desencadear uma maior produção de sebo porque fica desprotegida

  • limpar a sujidade superficial
  •  eliminar odores desagradáveis (do contacto das bactérias com as secreções glandulares);
  •  facilitar a eliminação de células mortas
  •  eliminar o excesso de secreções glandulares
  •  reduzir o excesso de bactérias na superfície cutânea, tendo em linha de conta que nunca devem ser eliminadas na totalidade uma vez que são fundamentais para a protecção diária do nosso rosto

Quando falamos em limpeza e lavagem, a matéria mais básica que nos vem à ideia, é a água. A água é o agente de limpeza mais simples e mais frequentemente usado. Possui um elevado poder dissolvente para partículas hidrossolúveis e é fisiologicamente compatível com a pele.
A grande desvantagem da água é que não consegue remover as impurezas lipossolúveis (gorduras). Apesar da boa vontade em efectuar a limpeza, se se usar apenas a água do duche, todas as partículas gordurosas permanecerão no seu rosto e além disso pode ocorrer o depósito de sais se for uma “água dura” (com forte concentração de sais de cálcio e magnésio).

Por esta razão é que se associa à água um sabão ou sabonete, que podem ser enriquecidos com óleos aromáticos e outras substâncias. Acontece que esta associação passa a ter desvantagens: o seu elevado poder desengordurante e a sua alcalinidade!

Com a água isolada não temos poder desengordurante, mas ao associarmos um sabão passamos a ter em excesso. Sendo assim, devemos ter algumas alternativas para a operação de limpeza.

Como alternativa à água com os sabões ou sabonetes, podemos ter:

Syndets ou Pains dermatológicos

Syndets é a abreviatura para Syntetic detergents. São uns detergentes sintéticos que podem existir na forma sólida ou líquida, constituídos por tensioactivos de síntese, neutros ou ligeiramente ácidos, evitando, assim, os depósitos alcalinos dos sabonetes comuns, sendo ainda indiferentes à “dureza” da água (fazem sempre espuma e mantêm a sua capacidade detergente). Aparentemente são sabonetes translúcidos ou transparentes, mas não contêm sabão, fazendo com que não se tornem tão deslipidantes.

Podem ser utilizados em peles sensíveis e delicadas. Não são tão eficazes na remoção de uma maquilhagem ou restos de um protector solar resistente à água (waterproof), devendo nestes casos ser usados em alternativa um leite de limpeza.

Leites de limpeza

Um dos cosméticos mais utilizados para a limpeza de rosto são os produtos emulsionados (emulsões) de viscosidade baixa, conhecidos como leites de limpeza. São especialmente indicados para a limpeza da face e  pescoço, e possuem a vantagem de permitir remover além da sujidade a maquilhagem, daí a serem também chamados de desmaquilhantes.

Géis de limpeza

A utilização de água isoladamente como agente de limpeza não promove uma higienização eficaz. No entanto, nos casos de peles gordas, seborreicas ou não, a utilização de leites e loções pode, aumentar o teor de gordura da pele. Especialmente nestes casos, a utilização de geles é particularmente agradável devido à sua maior constituição em água mas também à isenção de gordura (são denominados oil free) e às substâncias coadjuvantes com acção desengordurante e mesmo adsorvente de partículas estranhas. São refrescantes e laváveis com água, no entanto, secam rapidamente.

Uma nota importante, a nossa pele do rosto é mais resistente, ao contrário de toda a região ocular, daí pela sensibilidade apresentada nessa região é aconselhável que o desmaquilhante usado no rosto seja diferente do aplicado na região dos olhos, apesar de algumas marcas já apresentarem produtos que englobam todo o rosto!  Contudo, na falta do desmaquilhante de rosto, pode ser utilizado o de olhos no rosto, mas nunca o inverso

Texto elaborado por Susana Almeida no blog As Crónicas Da Su

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *