como controlar os ciumes

Como controlar os ciumes?

Quando os ciúmes interferem na sua relação

Por muito amor que possa existir entre um casal, isso não é tudo, pois uma relação precisa de respeito e confiança para se manter forte, firme, saudável e positiva. Mas os ciúmes podem colocar isso tudo em causa: eles destroem a ligação existente entre o casal e trazem muita desconfiança, insegurança e desconforto para a relação.

Embora, sentir alguns ciúmes em relação ao parceiro que ama faça parte da natureza humana e é considerado algo normal em ambos os casais, o ciúme em pequenas quantidades apenas demonstra que existe um sentimento muito forte e verdadeiro e que desejámos aquela pessoa apenas e só para nós. Se estivermos com alguém e nunca sentirmos pequenas quantidades de ciúme em momento algum, até é um pouco estranho. Porém este tipo de ciúme é discreto, contido, inofensivo e por vezes até algo simplesmente engraçado; não traz infelicidade nem causa problemas na relação.

Porém, daí a ficar com ciúmes por tudo e mais alguma coisa vai fazer uma grande diferença e qualquer coisa mínima levada ao exagero torna-se sempre prejudicial na relação. Quando o ciúme fica fora de controlo e torna-se bastante doentio, interfere e compromete o futuro da relação, podendo levar a um final pouco feliz e indesejado.

A importância da confiança numa relação

Se não existir qualquer distúrbio que afecte a pessoa em questão, o único segredo para ela poder controlar os seus ciúmes é mesmo a confiança que existe entre ambos.

A confiança é essencial em qualquer relação para que cada um tenha a liberdade para viver a sua vida como deseja e não haver demasiada obsessão por ambas as parte. É importante respeitar sempre a pessoa que ama e que tem a seu lado.. A nossa vida não se resume a um romance: o convívio com familiares e amigos é também muito importante para todos nós e o ciúme em excesso pode prejudicar estas e outras relações, o que é injusto e lamentável.

Para haver confiança de ambas as partes, a mulher ou o homem têm antes de mais ter uma boa confiança pessoal. Uma pessoa segura de si, que a aceite como é a sabe valorizar o que você tem de bom, não está constantemente com medo de ser substituída ou rejeitada e ser trocada. Este é o primeiro passo para conseguir controlar os seus ciúmes.

Deve entender que apesar de estar numa relação isso não significa que tem algum poder sobre a pessoa: e não deve limitá-la ou proibi-la de fazer o que ela deseja por questões de ciúmes. Se tiver medo ou se não estiver confortável com alguma situação em particular, exponha os seus sentimentos e os dois devem falar abertamente. Se trabalharem em conjunto poderão mais facilmente chegar a uma solução que agrade aos dois. Além disso, lembre-se que ao proibir está simplesmente a tornar a pessoa mais infeliz e a afastá-la de si, e que é de resto uma coisa que você realmente não deseja.

Como controlar os ciumes

 

Aprender a controlar os ciúmes

Se um dos elementos do casal tem a tendência para levar os ciúmes ao exagero e tornar-se bastante possessivo, é mesmo necessário aprender a controlar-se e esforçar-se por evitar certas situações.

Para além de trabalhar o aspecto da confiança, a pessoa deve também apostar na comunicação. Respire fundo e pense duas vezes antes de explodir e fazer uma cena de ciúmes em frente a outras pessoas que nada têm a ver com o que está se a passar. Assim, terá de lutar contra a impulsividade, manter alguma calma e saber analisar bem a situação. Mas a ideia não é ignorar o assunto: pois deve conversar sobre o que a incomodou com o seu namorado, mas sem o confrontar ou exigir explicações de forma despropositada.

Se vê o seu namorado a olhar, sorrir ou falar com uma mulher bonita, isso não é motivo para se descontrolar. Não faça filmes na sua cabeça e mantenha-se firme pois é importante não cair no erro de estragar o que viu e lembre-se que nem sempre tudo é o que parece.

Outro aspeto importante é desprender-se do passado. Se teve alguma má experiência numa relação anterior que envolveu traições, deve evitar viver com medo de ser magoada de novo e seguir em frente e esquecer o passado: Uma coisa é manter-se atenta, outra é já estar à espera que algo de mal aconteça outra vez. Não prejudique uma nova relação nem culpe o seu namorado actual por erros de outra pessoa.

Conte com o apoio e opinião dos seus amigos: em vez de partir para a acção e gerar um grande conflito, procure um bom amigo e partilhe as suas dúvidas e preocupações. Assim, também terá uma opinião neutra, de alguém que está fora da relação.

Por fim, viva o presente e desfrute da sua relação. Em vez de esgotar tempo e energia em algo negativo, aproveite para dedicar algum tempo de qualidade com a oura pessoa: invista em mais atenção e afecto, maior excitação e cumplicidade no sexo, etc.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *