FUI VIVER A MINHA VIDA!: volto já!

Minhas queridas amigas…quebro aqui o silêncio. Estive fora daqui, estive fora das letras e das palavras mas regresso mais Marjô do que nunca! Se bem que ainda não tive um aumento, ainda nao perdi estes maldosos 5 kg ( que como diz o anúncio não são meus), mas estou a aprender a andar de bicicleta, ora toma!

Estive ausente, mas certa que seguiram os meus conselhos, que são felizes agora e que a vida é dedicada ao que vale a pena e não àqueles lixos tóxicos que teimam em poluir a nossa cabecinha! Certo? Então, tristeza não faz parte das tendencias primavera-verão, e não vamos criar uma nova moda agora!

Que tal? Resultados? A vida vai cor-de-rosa ou tem arco-íris matinal?

Ou a chuva que se faz sentir (que tédio!) também se faz sentir na alma e no coração? Espero bem que não!

Chorar é bom, pelo menos para mim, mas faz rugas e deixa-nos com um ar péssimo no dia seguinte. E se for inverno, é muito mau andar de óculos escuros a fingir que está tudo bem! Além disso ainda temos que ouvir a famosa piada: “-está cá um sol aqui dentro!”.

Chorar faz bem, acalma, limpa um pouco a tristeza que corre nas veias, mas não é resposta para tudo.

No meu percurso de vida, e olhem que pouco mais de 30 anos já da para ver algumas coisas, continuo a ver pessoas tristes que sentem que a vida não lhes traz nada daquilo que desejam.

Eu sempre achei que sabia perfeitamente aquilo que queria da vida até mo perguntarem. Engasguei-me… Parecia uma miúda a tentar responder ao que quer ser quando for grande.

Já parou para pensar naquilo que realmente quer da vida? Aquilo que lhe da alegria? Aquilo que faria de si aquilo que realmente é? Há alturas que temos que ir ser aquilo que somos.

Desafio?

É um desafio não é?!

Assumir aquilo que queremos, é também  uma responsabilizarmo-nos por isso:

Agora que  já sei o que quero, então tenho que o fazer!”

Tema de hoje: viver a nossa vida!

Então para aquelas que já compraram o caderno lindo que eu sugeri, façam a lista daquilo que realmente querem da vida. Mas a sério! Ser feliz, magra, e encontrar o home dos nossos sonhos, todas nós queremos, por isso nada de coisas generalistas, ser objetiva é que garante bons resultados. Escrevam o que querem, quando e como.

Depois pensem naquilo que vos impede. Ui tanta coisa não é? Falta de tempo, os filhos, falta de dinheiro, ui nunca mais acaba! Mais vale desistir, porque vai dar mais trabalho que ganho! NUNCA! NUNCA! NUNCA!

Que tal arranjar uma alternativa? Antes ser alternativa que derrotista não? Quem é que vai viver a sua vida por si? Os seus filhos? Não! Os sonhos deles podem não ser os seus e mesmo que sejam, cada um vive à sua maneira.

Eu gosto de ser alternativa. Garante-me a capacidade de analisar a mesma questão de vários ângulos e arranjar soluções que melhor se adaptem á minha realidade.

Agora que já definiu o que quer, os obstáculos a contornar só falta mesmo por as mãos à obra!

Acredite em si! As coisas boas não acontecem só aos americanos e aos famosos! Coisas boas acontecem a toda a gente, porque somos todos importantes. Todos temos o mesmo direito a ser felizes! Que bom não é! Olhem que demorei tempo a aceitar esta realidade, não a compreende-la, a aceitá-la!

Então agora repitam comigo:

“Eu… (dizer o vosso nome) juro que nos próximos sete dias vou definir o que quero realmente para a minha vida. Vou definir como o pretendo fazer e qual o prazo para o conseguir!” – sempre menos de um mês por favor, batota não!

Pronto, como jurou agora não pode mais voltar atrás!

Seja feliz! Por si, por mim, por todos!

 

Eu sei que há acontecimentos na vida que não nos permitem sentir assim felizes, otimistas e acordar com um grande uau! E que parece ainda  que as minhas palavras mostram um mundo onde tudo é sempre fácil. Mas não é. Mas temos que começar por algum lado e não fazer sempre birra com a vida.

Ser positivas, dizer eu quero, eu consigo, eu luto, eu venço!  E deixar também que o tempo cure, sempre pressas, deixando que as transformações sejam naturais.

 Que tal partilharem alguns dos vossos objetivos e como pretendem alcançá-los? Pimba! Mais um desafio!  🙂

Beijos meus

Marjô Rouge (muito alternativa).