Imperfeito Amor …

Imperfeito Amor… Se você pudesse escolher quem amar ? A gente acha que sabe o que seria perfeito para nós, mas quem disse que o amor exige perfeição? O amor é o sentimento mais imperfeito que existe, simplesmente porque é ele que nos escolhe, e não nós a ele. Esquece o seu ideal de amor perfeito, e por que não dizer também “Possível”? Isso é irrelevante, como todos já sabem, o amor não escolh…e cor, idade, condição social, e nem gosto musical , acredite! Se ele quiser, você vai .. ah se vai, engolir a seco a trilha sonora do Titanic, fazendo você se sentir a “Rose”, mesmo que seu Jack esteja longe de se parecer com o Dicaprio. Mas isso é só um detalhe, como tudo que o amor nos faz acreditar( e nos convence, ainda bem!). Você conhece um cara, sorriso encantador e olhos penetrantes, o que faz os dez quilos acima do peso dele ser apenas um… Detalhe. Você abomina mulheres escravas da beleza politicamente incorreta, mas ela curte fotografia, literatura e discute futebol, o que torna o fato dela ter feito quatro lipos, três botox e ter arrancado as costelas flutuantes , apenas um… Mero detalhe, claro !!
Esqueci de dizer que o amor também não escolhe estado civil, é. Ele não quer saber se você está há um ano em uma relação ou vinte, a mesma relação que um dia ele também te fez acreditar que o seu primeiro namorado, seria o seu único e verdadeiro amor, fazendo você ignorar qualquer detalhe que pudesse te fazer acordar do seu conto de fadas adolescente. E, eu tenho uma má noticia… O amor não usa despertador, ele te acorda no susto no meio da noite, e quando você vê, está estatelada no chão, sem seu ursinho pimpão, você até tenta voltar para sua caminha, mas os hematomas já não deixam mais você sonhar com os anjos, pelo menos não com os de asinhas ! O amor é eterno, tem autonomia, mas não é exclusivo, por tanto não é perfeito ao nossos olhos. Você não escolhe quem vai amar e quantas pessoas você vai amar nessa vida ( o amor não é dado a contas), nem que horas, e quando isso vai acontecer. Não se surpreenda se o amor vier embrulhado pra você em 1,53 de altura, cabelos cacheados e nariz de molha chuva , já que você sempre sonhou com aquela loura alta, turbinada e com a boca da Aline Moraes. Não se desespere ao descobrir que ele acabou de sair do ensino médio, ele te enganou direitinho e você se deixou levar por aqueles olhinhos puxados. É… Uma relação com contornos “Eduardo e Mônica” não é bem o que você projetou, já que sempre fez o estilo Lolita. Mas não esqueça… Aos olhos do amor, são só detalhes. Por isso, o fato de você ter acabado de comemorar o seu aniversário de oito anos de casado, em um jantar super romântico , em um lugar super erótico, com direito a luz de velas e pétalas de rosas pelo colchão, não vai impedir que você acorde uma semana depois no mesmo local, mas … Com aquele quase completo desconhecido do curso de italiano, que não te levou pra jantar, não te fez juras de amor eterno e nem te cobriu de pétalas de rosas. Uma aventura sem importância de certo, ou um desejo que não se reprimiu? Isso quem decide meu bem, pode ter certeza, não é você !
Bom… Mas é certo que dentro de todas as ciladas e imposições que o amor nos submete, existe sim o momento da escolha. Escolha de deixar de lado as projeções errôneas , escolha de aceitar o outro com seus defeitos e privações, pois saiba, é assim que você é visto também. Escolha de viver um amor…Ou não, amores deveriam ser possíveis, mas nem todos são. Uma escolha às vezes implica não só na sua felicidade. O amor também nos dá a escolha de esperar o tempo certo para vivê-lo, que pode um dia chegar… Ou não. Não Importa em que circunstâncias o amor nos invada. O amor ignora todos os detalhes, mas somos nós que decidimos o que é viável. O amor nos escolhe, mas somos nós que escolhemos se vamos vivê-lo. E como me disse um amigo, “e eles viveram felizes para sempre”, ou “… E eles viveram para sempre cada um na sua”. Mas é certo que decidir, se você vai viver ou morrer de amor, dará no mesmo. Pois, como já dizia o poeta Mário Quintana “o bom da vida é morrer de amor, e assim mesmo continuar vivendo.”
Tathiane Otero
Imperfeito Amor

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *