O que é Meditação afinal?

meditación

Na meditação não se trata propriamente da descoberta de um novo conhecimento, mas da redescoberta de um estado de espírito natural que está presente em nós por detrás desse ruído dos nossos pensamentos que, por norma, captam a nossa atenção.

Também não se trata apenas de estar sentado e concentrado no silêncio, por mais que isto seja importante para a prática da meditação. Esta prática implica adquirir um vasto leque de técnicas activas que promovam o controlo e, assim, a pacificação da mente e isto não só enquanto se está em posição de meditação, pois esta prática também se repercute nas outras actividades quotidianas da vida. Portanto, a meditação penetra na maior parte dos aspectos da experiência humana, tornando-a potencialmente mais rica, mais profunda e dando-lhe maior significado.

A meditação tem sido definida como um treino da mente ou um veículo para entender o que se passa na nossa mente, baixa-se o volume do ruído interior, descobrindo o verdadeiro Eu, alcançando a paz interior, harmonizando o corpo e a mente… De facto, é um espaço para estar sentado a não fazer nada, mas é uma inércia muito peculiar em que a mente se mantém clara e quieta, alerta e atenta e, principalmente, liberta, ao não se perder no rio do pensamento.

Poderá perguntar-se: Mas não será o nosso sistema educacional, nas escolas e universidades, um treino da mente? A mente não é já treinada pela aprendizagem das várias disciplinas académicas que nos são ensinadas pelos nossos professores e mentores? Porque devemos preocupar-nos com algo aparentemente tão esotérico e parado como a meditação?

É que infelizmente a mente não é minimamente treinada por aquilo que aprendemos na escola, por mais, que esses conhecimentos adquiridos nos possam vir a ser úteis no futuro, não constituem um treino da mente. Os que duvidarem destas palavras poderão tentar algo muito simples: Feche os olhos e pare de pensar… Que tal?

Poucas são as pessoas que têm sucesso numa tarefa aparentemente tão fácil como a de não pensar nada, nem que seja por apenas meio minuto. Então afinal quem manda na sua mente? Uma coisa é certa, se não consegue parar de pensar por trinta segundos, não detém o poder sobre a sua mente.

Costumamos achar que ‘pensar’ é algo positivo. E, na verdade, até é, desde que tenhamos algum poder sobre a forma como os pensamentos surgem e sobre a direcção que eles tomam. Contudo, a maior parte do tempo não temos poder nem sobre um nem sobre o outro. Os pensamentos surgem de forma involuntária e geralmente desencadeiam um mar de associações. Pensamentos felizes, pensamentos negativos, ansiedades, memórias, esperanças e arrependimentos relativos ao presente e ao passado, cada um dos quais toma o seu próprio caminho e exerce o seu poder sobre nós. O mesmo se aplica às emoções e aos sentimentos pelos quais nos deixamos levar como folhas pelo vento.

Benefícios da prática de meditação:

Relaxamento físico
A meditação envolve deixar ir o que não nos serve, uma capacidade progressiva de libertar a tensão física e mental. Esta prática reeduca o corpo, libertando-o dos maus hábitos de tensão física. Isto leva a uma maior consciência corporal. Sintonizamo-nos com o corpo e a tensão é detectada e libertada.

Maior concentração
A concentração é o pilar em que o sistema da meditação se baseia. A meditação é uma das melhores formas de desenvolver a capacidade de concentração, isto porque se trata de uma concentração pura que vai para além da capacidade de nos concentrarmos em algo que despertou o nosso interesse. Por isso, quem medita tem uma maior capacidade de direccionar a sua mente para o que quer que seja que precisa de ser aprendido ou efectuado e de se focar nessa tarefa até ao fim.

Maior controlo sobre os processos de pensamento
Quem medita não se deixa afectar tanto pelos pensamentos, pois torna-se consciente do seu mundo interior e observa-o. Deste modo, os pensamentos perdem o poder que têm sobre nós.

Maior tranquilidade e a capacidade de lidar com stress
Nem os pensamentos, nem as emoções têm poder suficiente a fim de dominarem quem medita. Quem medita tem consciência da tristeza ou da raiva interiores, mas tal como com os pensamentos indesejados, essas emoções são observadas e libertadas, uma vez que o meditador aprende a não se identificar com essas emoções e consegue ligar-se à paz e à tranquilidade apesar das emoções negativas que possa detectar.

Mindfulness ou atenção plena
Trata-se da capacidade de nos darmos conta do que se passa à nossa volta e de prestar atenção a uma coisa de cada vez. É a capacidade de viver no presente, aqui e agora.

Maior auto-conhecimento
A maior parte de nós vive apenas à superfície do nosso mundo interior, não chegamos a penetrar no mais profundo de nós. Damo-nos conta de alguns pensamentos, mas geralmente não fazemos ideia do que se passa nos níveis mais profundos do nosso inconsciente. Nem sequer temos noção de como os nossos pensamentos aparecem ou donde provêm.

Melhoria no pensamento criativo
A criatividade envolve o acesso ou a abertura a níveis inconscientes da mente donde brotam as ideias originais. Quanto mais silenciosa for a nossa mente consciente, mais capazes somos de aceder a esses níveis.

Melhoria da memória
Grande parte do esquecimento deve-se à nossa incapacidade de nos concentrarmos no que se está a passar e de o arquivar no nosso banco de memórias. Muito também se deve às emoções de ansiedade e medo. Isso é contrariado através da melhoria na nossa capacidade de atenção e consciência.

Desenvolvimento espiritual e aquisição de valores humanos
A meditação pode levar a uma nova forma de ver o mundo, um caminho em que a inter-dependência de tudo e de todos se torna evidente por ser uma experiência vivida e em que os sentimentos de compaixão e amor pelos seres deste mundo se tornam uma parte integrante da visão do mundo.

Melhoria na saúde
A prática meditativa traz sempre consigo uma melhor condição física e benefícios de saúde que vão desde uma redução da tensão arterial, pulsação mais baixa a todos os outros benefícios que advêm do relaxamento e de níveis reduzidos de stress como, por exemplo, melhoras evidentes para quem sofre de asma, insónias ou depressão.

A Escuela Española de Desarrollo Transpersonal organiza às terças-feiras em vários pontos do país a Meditação Transpessoal em rede. Venha experimentar! É gratuito, indolor e só tem efeitos secundários positivos 🙂

Para mais informações: miriamagostinho@escuelatranspersonal.com

Miriam Agostinho

Coach em Educação Transpessoal

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *