Sempre tua

Paixão. Sentimento ardente que te alimenta e destrói. Que cega e seduz.

Tornas-te prisioneira involuntariamente e perdes toda aquela postura que outrora tinhas.

És agora uma figura deselegante, que baba e brilha por quem ama, esquecendo o mundo.

Não, não é uma crítica. São os olhos de quem não ama que diferem por não terem, ainda, avistado o cavaleiro que despertará esse alvoroço.

Vivemos sobre a ilusão do “para sempre”, num mundo idealizado por amantes e com a fiel presença da cara-metade corremos por sonhos sem ver, nem querer, a realidade que paira nesse ar cor-de-rosa.

Uma mulher apaixonada, é um ser magnético que se desfaz em sorrisos e olhares em que o coração não cabe, interrogando silenciosamente quanto tempo o encanto durará.

Uma mulher apaixonada, é uma força capaz de mover o mundo.

Que hipocrisia, essas juras de não tornar a amar quando estamos de luto.

Estar numa relação é a conjugação de duas liberdades que apenas se unem por vontade, vontade de estar junto, de fazer algo maior. Como duas aves, se amarrarmos uma pata à pata da outra elas com os seus bicos vão tentar matar-se uma à outra para conseguirem voar.

Um casal deve ser como essas duas aves, mas sem as amarras. Cada um deve ter liberdade para “voar” em direcção aos seus sonhos e objectivos, porém contando com a fiel presença do outro.

Hum… como é bom estar apaixonada!

Enviado por: Andreia Sofia Lopes

sempre-tua

 

Fonte da imagem: www.sempretua.it

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *