Posts Tagged ‘auto-estima’

Estigma da ilusão

1a021

Todo o seu corpo se tinha, simplesmente, alterado como se fosse de novo adolescente mas ao contrário. A pele do rosto era, agora, toldada pelas rugas do tempo. Os olhos, apesar se serem os mesmos, estavam contaminados por sombras que dificultavam o brilho de outros dias. Os seios, de tanto amamentar, tombavam ao encontro não se sabe de quê. Os mamilos perderam o rosado e escureceram. As ancas, latinas e sensuais, cansaram-se de dar nas vistas e minguaram. As pernas, ai as pernas… Eram agora, mais magras e pintadas de varizes azuladas. O rabo, esse, não perdera volume, apenas firmeza. O peito. Maldito peito que insistia em doer de  frente para o espelho.

E ele? Ele continuava lindo. Mais velho mas lindo. Calvo mas irresistível. A barba esbranquiçada e ainda tão sedutora. A barriga dilatou ligeiramente e manteve-se suave. As mãos, ai as mãos… Engrossaram e tocavam-lhe hoje como nunca o fizeram aos trinta. Demoravam-se nela como se fosse a hora de a saborear, de verdade, com tempo.

– Meu amor estás ótima.

– E tu a ficar mentiroso. – Riu-se.

– Sabes que ainda te amo?

– Mesmo velha e cheia de rugas?

– Olha para mim. Achas que continuo novo?

– Sinceramente acho.

– Ainda bem. É assim que eu, também, te continuo a ver.

Depois daquela idade, deixamos de se admirar ao espelho, permitimos, antes, que seja o espelho a mirar-nos.

Autora: Carla Pais

 http://decarlapais.wordpress.com/

Hoje vou gostar de mim!!!!

Minhas queridas amigas, já gostaram de vocês hoje? Não?!
Como diz o namorado da minha melhor amiga (sim ainda tenho disso depois dos 30) : não pode!!!! Já se olharam  ao espelho e repararam o quanto são bonitas? Não?!
Então está na altura de perceber quem é essa pessoa maravilhosa, que são  vocês! Parece cliché, mas é verdade. A vida também está repleta de frases feitas e ditados, porque não usar um cliché!

Sermos nós, nem sempre é fácil e há dias que nem apetece. Que levante a mão quem nunca quis tirar férias de si própria. Eu já cheguei a fazer as malas e despedir-me de mim com um volto já, com um volto mais magra, ou um volto mais feliz  e de melhor com a vida. No entanto voltei sempre na mesma, e muitas vezes nem parti para lado nenhum. Viva a preguiça de ser comodista.

E ir para onde? Não há SPA, ou Tailândia que nos valha se levarmos connosco uma mala de mão ou uma bagagem completa cheia de tristezas, quilinhos a mais, ou um caso amoroso que nos cortou o coração ao meio e nos fez crer que a nossa vida terminou e não tem mais sentido. E se pensam que se colocarmos tudo numa Louis Vuitton é solução, não é, mas ajuda, oh sim se ajuda!

Aprendi a gostar de mim recentemente, ou então lembrei-me do gostinho que isso dá e voltei a dar uma chance a mim própria. Se na minha vida já dei tantas segundas oportunidades a quem não as soube aproveitar, então penso que eu a mereço mais que ninguém.

E como aprendemos a gostar de nós. Terá truque? A fórmula virá dentro de um frasco de perfume? Será um dia para o outro ou só às segundas, quartas e sextas e deixando os restantes dias para termos pena de nós próprias?
Bem, fácil nem sempre o é. Há quem se adore e se mime a toda a hora, há quem precise de terapia, há quem não o  consiga de todo. Certamente que está neste momento a pensar nos seus fracassos e defeitos, e nas calças da moda que não foram feitas para as suas ancas. Pois bem,  as camisolinhas justinhas que deixam a barriga à mostra também não foram feitas para mim, e eu sou feliz! Porque existem tantas outras peças que eu posso usar. Aprenda a encontrar alternativas e não a afundar-se no desespero.

O segredo é acreditar, é repetir eu sou capaz sempre que surge o frio na barriga é sentir que o mundo não se virou contra nós. Crer que as coisas boas não estão só reservadas aos outros. É dar valor ao que temos e não passar horas a fio a pensar na morte da bezerra e em tudo aquilo que gostaríamos de ter, a não ser que isso nos empurre para uma luta saudável pelos nossos objetivos.

Quer encontrar o homem da sua vida? Então eleve a sua auto- estima, mude de visual, faça um workshop de valorização pessoal, pergunte às suas amigas o que pensam que pode ser melhorado em si. Mas atenção, as opiniões devem sempre ser tomadas se fizerem sentido. Afinal de contas estamos a falar de sermos felizes e não de sermos do jeito que os outros querem.
Sempre sonhou fazer uma carreira no mundo da moda, na escrita, ou ser modelo? Pesquise, tire cursos, arrisque em candidaturas espontâneas! Está cansada de não caber na sua roupa, procure um programa de emagrecimento à sua medida. O que interessa é não desistir de si própria, e isso acontece logo ao primeiro obstáculo.

O importante é perceber que estamos a falar de nós, da nossa vida e do que nos vai na alma. Que nos conhecemos melhor do que ninguém e somos a pessoa ideal para definir os nossos objetivos. Aqueles que nos colocam um sorriso parvo na cara e uma vontade enorme de abraçar o mundo e até o ex e a chata da colega que só nos traz dores de cabeça.

Conselho de amiga: arranje uma agenda! Mas daquelas todas vintage que se usam agora, pois a sua vida vai precisar de caber toda nela, e é bom que caiba com estilo!

Aposto que já se está sentir muito mais feliz hoje!!!

da amiga,
Marjô Rouge

Disclaimer : All content including images in this site is copyright to their rightful owners. No copyright infringement is intended. Todas as imagens pertencem aos seus legítimos proprietários, e não se pretende violar os direitos de autor, pelo que se você for o detentor de alguma das imagens e as deseja remover entre em contacto. Obrigada.
Wordpress theme provided by My services listed along with Im higher directory, click here for radio stations and logo