Um Relacionamento Melhor

No inicio, os relacionamentos baseiam-se no amor intenso, na paixão forte, na ansiedade, nas borboletas na barriga, na emoção, na saudade. Com o passar do tempo, parece que tudo isso vai desaparecendo, e surge então as dúvidas, os medos, os receios em relação à outra pessoa e ao futuro da relação.

De facto, o que une duas pessoas é o AMOR, mas o amor por si só  não suporta nenhuma relação; à medida que o tempo passa e esse “amor” se vai acomodando na relação, surge a altura em que começamos a olhar para nós próprios e para o parceiro com mais atenção, é como um “abrir de olhos”, e começamos a conhecer as qualidades e defeitos de cada um. É deveras importante conhecer os defeitos do outro, saber se os suportamos e se somos capazes de viver com eles, pois é após esta analise que percebemos se a relação tem futuro.

No entanto, além do amor, paixão, aceitação dos defeitos, etc, existem outros pilares essenciais que sustentam a relação.

Ora vejamos, é necessário:

Respeito: É muito importante saber respeitar a pessoa que está ao nosso lado, saber lidar com as diferenças e saber aceitar opiniões. Saber ouvir o próximo é muito importante! Saiba ter respeito, mas saiba também obter respeito, e a relação será bem melhor. No entanto, lembre-se que respeitar não quer dizer aceitar – as pessoas são todas diferentes, e as opiniões contraditórias surgem sempre numa relação, é preciso apenas saber lidar com elas.

Diálogo: Na minha opinião, o diálogo é o pilar fundamental de uma relação. Como é possível ter relacionamento com alguém sem dialogo? É preciso entender o outro, partilhar pontos de vista e até mesmo ter discussões. Com a inexistência de dialogo, cada um tem as suas conclusões sobre o outro (podendo estas não serem correctas) e cria-se uma relação baseada na “fantasia”.  Aquela pergunta “caseira” que é feita todos os dias – Como correu o dia? – não é suficiente para uma relação. É preciso estar com a pessoa, conhece-la por inteiro, saber o que sente nesse dia, quais os seus sonhos, o que lhe vai na alma, é preciso saber ouvir.

Orgulho: Se está numa relação e não sente orgulho pela pessoa que está ao seu lado, então pense bem se essa relação durará. É bastante importante sentir admiração pela pessoa que nos Ama, sentir orgulho das suas conquistas, da sua forma de resolver problemas, da sua forma de vestir, da sua forma de ver a vida, etc, pois a pessoa sentir-se-à elogiada e amada e com certeza irá retribuir esse mesmo Orgulho por si.
É importante não ter vergonha do seu parceiro/parceira – Quando vai a um café com amigos/amigas, tem vergonha de falar do seu par? Então deverá ver o que se passa na relação, o que deve mudar. Não é tão bom estar com colegas e ouvir dizer “ontem o teu par disse que te amava” ? Então faça o mesmo por ele/ela.

Carinho e afecto: Todos nós gostamos de saber que somos amados, e não existe melhor forma de o expressar além da troca de carinho e afecto. Quem não gosta de uma palavra doce, de um abraço apertado, de um beijinho nem que seja rápido, ou até mesmo de uma mão dada? Não deixe que isto desapareça da sua relação, porque mesmo após anos de relacionamento, tudo isto é importante. Saiba receber, mas saiba dar também.

Confiança: Por último, mas não menos importante, a Confiança é mais um pilar base do relacionamento. Para uma relação tranquila e sem problemas é importante que haja confiança das duas partes,  pois um relacionamento cheio de desconfiança, dúvida, ciúme e medo acaba por ficar cansativo e chato. Tem dificuldades em confiar? Não tenha receio de  pedir ajuda ao seu parceiro, eu própria já o fiz, e não existe melhor solução!


Visto que tudo isto envolve pessoas, sentimentos e relações, nada disto é exacto, não se trata de uma regra a seguir. Trata-se apenas de “pilares guias” que devem ser trabalhados pelo casal para que o relacionamento viva sempre em harmonia e não se gaste.

Resta-me dizer que é muito importante saber amar-se a si primeiro e só depois saber amar o proximo!

PIMENTA ROSA ♥